Você sabe qual é o desempenho correto do aluno na apresentação oral de um trabalho?

A apresentação oral de um trabalho elaborado pelo aluno deve ter como objetivos: estimular o estudo, construir um texto com propriedade e consistência, aprofundar o conteúdo trabalhado em sala de aula, estimular a organização mental, no momento da explanação, bem como, saber usar uma metodologia que atraia a atenção do ouvinte.

Entretanto, muitos professores não orientam adequadamente seus alunos para que essa apresentação oral contribua para a desinibição e a aquisição de maior confiança no próprio potencial de desempenho.
Abordaremos algumas dicas interessantes relativas a esse assunto:

1- Foco no Tema- O aluno precisa conhecer detalhadamente, o assunto a ser abordado. Caso o trabalho seja feito em grupo, todos os que fazem parte do mesmo devem dominar a totalidade do que foi elaborado, pois pode haver a necessidade de suprir eventual falta de algum integrante, também para saber responder perguntas e para demonstrar segurança a respeito do tema.
2- Organização – O ouvinte deve perceber que a apresentação tem um roteiro, iniciando com uma introdução inicial do objetivo do trabalho, após desenvolvendo, claramente, o conteúdo pesquisado, finalizando com uma conclusão.
3- Tom de Voz- A fala deve ser adequada ao número de ouvintes, em termos de volume e inflexão. Deve haver correção na linguagem, evitando gíria. As palavras precisam ser pronunciadas com clareza e os gestos devem ser simples e naturais.
4- Aparência- A vestimenta não deve ter cores vibrantes e com muitos adereços para não desviar a atenção da plateia. Cuidar para não aparentar desleixo. A postura correta, de frente para o público e olhando para os presentes, demonstra segurança e domínio do que será exposto. Não é aceitável comer balas ou mascar chicletes.
5- Texto Escrito- Ter o apoio de anotações é importante a fim de serem consultadas, auxiliando a apresentação. Ficar na mesa ou no apoio móvel é mais adequado, pois não prejudica os gestos.
6- Recursos Audiovisuais – A utilização de cartazes, slides, som ou outro recurso é atraente e, muitas vezes, esclarecem a explanação, mas não deve haver um número excessivo de imagens, não ocupar um tempo que canse a plateia e, no caso dos slides, devem conter poucos tópicos em cada um e é recomendável que o fundo seja neutro.
7- Perguntas dos Ouvintes – Permitir perguntas dos colegas durante a apresentação pode dificultar a continuidade do raciocínio do apresentador, por isso é recomendável deixar os últimos minutos para esclarecer dúvidas.
8- Respeito ao Tempo- É importante ater-se ao tempo estipulado pelo professor, não excedendo, mas também não terminando muito antes do tempo disponibilizado. Esta preocupação comprova ter havido planejamento na apresentação oral.
9- Celular – O apresentador deve colocar o seu celular no silencioso e pedir aos colegas que façam o mesmo para que não haja interferência externa que desvie a atenção.
10-Treino- O aluno deve treinar a apresentação para que possa demonstrar segurança e tranquilidade no momento em que terá de fazê-lo em sala de aula.
Para que a apresentação oral de um trabalho escolar seja um momento de real aprendizagem é importante que essas orientações e outras que o professor ressalte, sejam transmitidas aos alunos, desmistificando a ansiedade que geralmente está presente nessa estratégia didática.

Fonte: Zero Hora/Educa

*Pedagoga e Especialista em Legislação Educacional